1 2 3 4 5 6 7 8 9
0
5
  • Viver Bem

  • Arquitetos em Exposição

    • Homem inova em tranasformar uma avião em sua casa

      Homem inova em tranasformar uma avião em sua casa

      Quem disse que uma casa precisa ter telhas vermelhas, floreira na janela e uma sala com duas janelas para ser considerada casa? Pessoas em todo o mundo estão encontrando novas formas de viver e ficar mais perto da natureza e ser sustentável.

      O engenheiro elétrico Bruce Campbell fez um uso incomum de um avião que já não era mais utilizado. Em vez de simplesmente reutilizar peças ou mandar o Boeing 727 para a reciclagem, ele decidiu pousá-lo em um terreno nos arredores de Portland, no estado de Oregon (EUA) e transformá-lo em uma casa. Quarto, sala, banheiro, uma pequena cozinha, nove saídas de emergência e duas grandes asas compõem a casa do engenheiro, que vive sem grandes luxos. A aeronave foi comprada em 1999 e desde então já se foram cerca de US$ 220 mil para consertar e ajeitar o avião, além de muitas lições aprendidas.

      Segundo a AFRA, organização norte-americana que lida com a aposentadoria de aeronaves, estima-se que 1.800 aviões sejam desmontados nos próximos 3 anos. Iniciativas como a de Bruce Campbell não só ajudam na reutilização de aeronaves e na preservação do meio ambiente, como também tornam a vida mais divertida. Afinal, morar em um avião é quase como viver na primeira classe.

      Fonte: Hypeness

    • Edifício Gherkin

      Edifício Gherkin

      O 30 St Mary Axe, também conhecido como Gherkin é um arranha-céu da cidade de Londres, Reino Unido. Projetado por Norman Foster, foi construído entre 2001 e 2004. É a sétima maior estrutura de Londres, e a segunda de seu distrito.
      Ele possui 40 andares, com altura total de 180m e sua área é de 5.666 m².

    • Casa sustentável e de baixo custo

      Casa sustentável e de baixo custo

      Parece estar se iniciando por toda a parte um processo de conscientização quanto à importância de uma construção mais sustentável, barata (que permita combater os problemas de falta de habitação por todo o mundo), mas igualmente duradoura e confortável. Por isso gostamos tanto do exemplo da arquiteta americana Macy Miller.

      Natural de Idaho, Estados Unidos, Miller sempre quis ter o seu próprio espaço, mas fugindo dos altos valores de renda e hipoteca de casas. Inspirada pelo movimento Do It Yourself (Faça Você Mesmo), Miller arquitetou um plano de construção pra sua Tiny House (Pequena Casa), a partir de uma plataforma móvel de sete metros de comprimento e dois metros e meio de largura.

      O resultado é uma casa compacta, mas aconchegante e eficiente, de 18 metros quadrados e com todas as comodidades, desde iluminação, área de cozinha e um banheiro funcional. O design inteligente inclui janelas novas, inteiramente doadas, bem como painéis de madeira reciclada em toda a fachada.

      A construção levou cerca de um ano e meio a ficar pronta, visto que Miller optou por fazer tudo sozinha, com ajudas pontuais do pai e do namorado. É difícil não amar o resultado, dá uma olhada:

      Fonte: Hypeness

    • Construção feita com robôs aponta para novas possibilidades arquitetônicas

      Construção feita com robôs aponta para novas possibilidades arquitetônicas

      Em vez de vigas e concreto, madeira. Em vez de operários, robôs. O Landesgartenschau Exhibition Hall, construído pela Universidade de Stutgart, na Alemanha, é a primeira construção a ser criada com a ajuda de computadores e robôs, o que torna o trabalho mais simples, preciso e rápido.

      A estrutura contém dois domos e uma parede em vidro e foi projetada de forma que as placas de madeira se interconectem sem que haja a presença de outros elementos, como em um verdadeiro quebra-cabeça. Ao travar-se com pinos, a construção se mantém estável, sem que haja a necessidade de colunas, por exemplo. Ao todo, são 243 peças de madeira com 50 mm de espessura, cortadas por robôs industriais em um local externo. Isso permite que uma estrutura como essa seja criada e montada em até 4 semanas – tempo muito menor em relação ao processo manual.

      Segundo os acadêmicos responsáveis pelo projeto do Landesgartenschau Exhibition Hall, o experimento não garante apenas uma forma mais rápida de criar estruturas, mas abre espaço para novos rumos arquitetônicos.

      Fonte: Hypeness

       

    • Construção moderna feita entre rochas no deserto (13)

      Construção moderna feita entre rochas no deserto

      Há quem diga que esta é uma casa de pedra, no melhor estilo Flintstones. Porém, basta um olhar mais demorado para entender a beleza de “Organic Modern Estate”, uma construção feita de cobre, aço e concreto que se confunde com as rochas do deserto do Parque Nacional de Joshua Tree, na Califórnia (EUA).

      A obra, idealizada pelo arquiteto Kendrick Bangs Kellogg em 1988, segue as linhas orgânicas das construções modernas. O telhado em forma de domo apresenta características irregulares que contrastam com os detalhes aconchegantes de seu interior, “enfatizando formas masculinas e femininas, que são a marca registrada da arquitetura moderna”, segundo o arquiteto.

      A parte de dentro da construção foi pensada pelo designer de interiores John Vugrin, que acabou por criar arte dentro da arte. Pensados nos mínimos detalhes, os cômodos são pura inspiração e design. “Tudo foi feito pensando na arte e no design: um interruptor, uma tomada, o puxador do armário, torneiras – tudo foi criado de forma personalizada, utilizando metais precisos e pedras”, afirma um dos agentes imobiliários, que hoje é responsável por tentar vender essa preciosa pedra desértica por nada menos que US$ 3 milhões.

    • Casa Sustetável

      Casal cria casa sustentável na floresta com material reutilizado

      Se a felicidade vem do desapego e do viver com simplicidade, este casal norte-americano deve estar rindo à toa. Tim Eddy e Hannah Fuller têm o prazer de viver no meio da floresta em Tahoe, na Califórnia, e acordar vendo belas montanhas azuis ao som dos animais que por ali passam. Mas para ter esse privilégio, eles precisaram abdicar de outros: a casa de 18 metros quadrados foi construída com materiais reutilizados e o contém apenas o mínimo necessário para sobreviverem.

      Hannah, cujo pai construía barcos, já estava acostumada a pregar tábuas para criar sua própria casa e, junto a Tim, encarou o desafio de construir um lugar para morar no meio da floresta – mas a poucos minutos da cidade. Usando materiais descartados e com a ajuda de doações, o casal construiu uma pequena cabana, com sala, cozinha e quarto, onde pudessem viver com simplicidade. Revestida com madeira de cedro por dentro, a casa é bastante aconchegante, porém sem grandes luxos.

      Para erguer as paredes, o casal optou por materiais sustentáveis e assim definiu a vida que levaria. Na casa, há pouco espaço para itens desnecessários e o volume de lixo acumulado no dia a dia é o menor possível. A geladeira é uma caixa térmica com gelo, enquanto que, para a iluminação noturna, o casal se contenta com lâmpadas de LED alimentadas pela energia capturada por painéis solares, que também alimenta um chuveiro localizado na parte externa. A ausência de um banheiro interno é um dos maiores sacrifícios que o casal precisou aceitar. No inverno, o banho é com a neve derretida no fogão e o vaso sanitário se resume a um balde. É o preço que se paga para acordar com uma vista dessas sem gastar muito.

      Confira as fotos da casa:

      Fonte: Hypeness

       

       

       

       

       

       

       

       

       

    • Casa feita com 31 containers

      Casa feita com 31 containers

      Formada por nada menos que 31 containers, esta casa localizada em Graceville, na Austrália, é um belo exemplo de como o estilo industrial pode ser usado para tornar um local moderno e, ao mesmo tempo, aconchegante.

      Os 560 metros quadrados construídos abrigam 4 suítes, uma biblioteca, um escritório, sala de ginástica e uma piscina. A obra e toda a decoração do espaço foram pensados por Todd Miller, do ZeilgerBuild, e a obra foi executada em pouco mais de 5 meses. Além do aço dos containers, está presente na casa a madeira – tudo com muita luz natural vinda das janelas abertas no aço.

      Na parte externa lateral e no interior da casa, o uso do graffiti é uma constante. As pinturas de rua estão sempre presentes em containers que ficam em portos e a ideia de trazer este elemento para a casa torna o material mais realista e garante à construção um ar moderno e descontraído. A textura do metal e a madeira juntas compõe uma identidade única ao espaço, que com certeza é uma fonte de inspiração.

      Veja algumas fotos e assista o vídeo desta casa:

       

      Fonte: Hypeness

    • Casal constrói em 4 meses uma fantástica casa sobre rodas

      Casal constrói em 4 meses uma fantástica casa sobre rodas

      Com muita criatividade e bom gosto, Andrew e Gabriella Morrison construíram uma casa sobre rodas que contém tudo o que precisam para viver e que traz quase todas as comodidades de uma casa comum.

      Batizada de Morrisons hOMe, a pequena casa tem uma cozinha completa, um pequeno banheiro, um canto para o sofá, sala de estar, mesa de escritório e refeição e um quarto, com direito a cama de casal e tudo, que fica no mezanino, área cujo acesso se dá por meio de uma escada. Fazendo o uso inteligente dos pequenos espaços e de móveis, o casal conseguiu acomodar todo os seus pertences essenciais e unir as vantagens de locomoção de uma casa móvel ao conforto de uma casa fixa.

      A Morrisons hOMe foi construída em apenas 4 meses e, com todos os móveis e eletrodomésticos, custou US$ 33 mil para ser construída.

      Vejas as fotos dessa incrível casa construída pelo casal:



      (Fonte: Couple Builds Own Tiny House – tinyhousebuild)

http://www.viverbemagora.com.br/wp-content/themes/knead